Publicado por: Raphael Godoy | 29 junho , 2010

Duas versões

Cinco dias passaram rápido, desde a ultima vez que a vi. Não me parecia a mais triste das pessoas, mas seus olhos marejados e olhar arrependido denunciavam o estado de sua alma. Não ouvi lamúrias, lamentações, casos de tristeza e histórias de desamos, mas, até suas melhores histórias e piadas de ocasião não conseguiam esconder a verdade imbutida naquele coração.

Cinco dias foram tão longos, desde a ultima vez que ele veio aqui. Eu não estava feliz, mas carregar a tristeza no olhar e a culpa nos ombros são coisas difíceis de se negar. Preferi não falar sobre o que me afligia, preferi relevar. Acreditei que ele poderia entender que as coisas que eu dizia com o olhar, mas ele se deteve a rir das minhas histórias repitidas e piadas sem graça que eu contava para tentar esconder a tristeza.

Eu não consegui entender o porque daquela tristeza velada, ainda mais vindo dela, que sempre foi tão sincera e aberta comigo. Eu até quis perguntar, mas achei que era coisa de momento, uma tristeza repentina, coisas de mulherzinha, e, se fosse algo mais sério, não gostaria de saber, na verdade, não queria saber de nada que pudesse atrapalhar a minha felicidade fantasiada de NOSSA.

Eu queria que ele se importasse, que ele me olhasse nos olhos e me perguntasse o que havia. Gostaria que ele se importasse mais em como me sinto. Tudo bem, sempre fui sincera e falava primeiro. Mas sabia que dessa vez o papo era sério e eu não tinha coragem para tocar no assunto. Tudo bem, ele me perguntaria o que estava acontecendo e eu responderia: “NADA”. Mas, todo homem com um pouco mais de esperteza sabe que o NADA significa “alguma coisa desagradável sobre a qual não quero falar mas preciso que você saiba. Como ele nem sequer notou minha tristeza, eu a vesti de alegria. Não queria atrapalhar sua felicidade, mesmo que desta forma, eu aniquilasse com a minha.

Estou começando a ficar cismado com isso, já faz cinco dias que não ligo e ela não me procura. Aquela tristeza tinha algum motivo. E se ela estiver me traindo? E se ela estiver me escondendo algo importante? Eu que não vou perguntar. O velho ditado já diz: “Não devemos perguntar se não estamos preparados para ouvir a resposta”. Mas ainda estranho o porque dela não ter me ligado. Nem me procurado. Nem sequer passado em frente ao meu trabalho essa semana.

Já não sei mais o que fazer, já são 5 dias que ele veio aqui, não reparou a minha tristeza e agora nem liga mais. Acho que ele deve estar querendo um tempo de mim. Mas, justo agora que preciso tanto dele? Quando eu percebo que ele está mal, nunca sai do lado dele, sempre fui seu amparo. Como se isto não bastasse, meu ex-namorado que tinha tudo para ter raiva e mágoa de mim está me procurando, e eu acabo desabafando com ele. Estamos ficando mais próximos e isto me assusta. Vou ligar para ele, eu o amo e preciso conversar. Não posso voltar a ver meu ex.

Olha… ela está ligando. O que será que ela quer? Aposto que vai terminar comigo. É isso, ela vai pedir pra conversar e vai terminar comigo. Vou atender, seja o que Deus quiser… Era isto mesmo, ela quer conversar, pediu para eu passar na casa dela. Justo agora meu Deus, que eu estava pensando em casar com ela? Não… não vou deixar que isto aconteça. Melhor, vou ser indiferente, mulheres odeiam ser ignoradas e estranhamente nos amam ainda mais quando isto acontece.

Liguei para ele. Achei tão frio no telefone. Acho que ele vai terminar comigo, justo agora que tanto precisava dele. Mas não vou deixar ele com esse gostinho. Termino antes. Ainda mais agora que eu sei que meu ex ainda me ama. Vou ficar com ele que está mais disposto a me fazer feliz mesmo sabendo que o troquei pelo meu novo namorado. Termino então. Melhor do que ter que me preocupar com a felicidade de outra pessoa.

Pronto. Eu já sabia. Ela queria terminar. Sabia. Não devia ter atendido aquele maldito telefonema. Foi rápido, quando eu pensei em começar a ignoarar suas lamentações, ela veio e terminou comigo. Me poupou esse trabalho, não queria ficar com ela do jeito que estava. Aposto que em breve aparece com outro na rua. Mas quer saber? FODA-SE vou procurar aquela menina que lhe falei. Isto, a loira. Tá me dando bola faz tempo.

Não teve jeito, tentei falar o que sentia mas ele não deu a mínima. Tudo que queria era que ele se preocupasse comigo, me ouvisse. Mas ele não quis. Foi indiferente. Não merecia ser tratada daquele jeito. Eu o amo. Mais vou esquece-lo. Vou ligar para meu ex para conversar.

Sabia. Ela estava com outro. Saiu com o ex-namorado. Ainda bem que sai com aquela loira. Aposto que deve ter chorado depois.

Fiz bem em ter terminado com aquele idiota. Mal terminamos e ele já estava com aquela loira, aquela vagabunda santa. Ainda bem que dei mais uma chance para meu ex. Ele sim merece meu amor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: