Publicado por: Raphael Godoy | 11 maio , 2010

greve dos professores da rede estadual

A greve dos professores da rede estadual de ensino está passando dos limites. Além da exigência de piso salarial acima do imposto pela lei, agora eles ameaçam a parar tudo até, pelo menos, o mês de julho.

Acusam o governo de mentir sobre valores, cargas horárias e possibilidade do reajuste, no entanto, esquecem dos valores morais que deveriam guiar estes profissionais que é o de ensinar.

Quem perde com isso são os alunos. Ontem, na Escola Estadual Luis Prisco de Braga, aqui de João Monlevade, professores reuniram-se com os alunos e disseram que muitos poderam perder o ano (tomar bomba, popularmente dizendo).

E agora? Vamos cruzar os braços e ver centenas de alunos monlevadenses ficar para trás. A repetência impede que estes alunos se aproveitem de muitos programas de educação oferecidos pelo governo, além de perderem 01 ano no que diz a preparação profissional. O que é um absurdo, se vermos o quadro de competição tanto para ingressar em uma faculdade quanto para se colocar no mercado de trabalho após formado.

Enfim, nossos professores, educadores, que deveriam ser exemplo de diálogo e entendimento, utilizam de uma estratégia baixa e sem noção para conseguirem o que quer. E não irão conseguir, o pronunciamento oficial do governo foi bem claro quanto a isso.

Oremos!

Anúncios

Responses

  1. Senhor RAPHAEL,ÉS MAIS UM QUE QUER VOLUNTARIOS PARA EDUCAR OU TOMAR CONTA DE SEUS FILHOS.PARECE QUE O GOVERNO ESTADUAL QUER ACABAR COM O ENSINO,NA MEDIDA QUE QUER MINAR O SALÁRIO DOS PROFESSORES,ANIQUILAR OS PROFESSORES,E CONSEQUENTEMENTE MILHÕES DE JOVENS MINEIROS QUE DEPENDEM DA REDE ESTADUAL.COM CERTEZA O SENHOR SABE QUE O GOVERNO AÉCIO REDUZIU O INVESTIMENTO NA EDUCAÇÃO À METADE,QUE ELE DEU REAJUSTES PARA VÁRIAS CATEGORIAS EM JUNHO DE 2006.ESTA CONVERSA QUE ALUNOS SÃO PREJUDICADOS PELA GREVE É BALELA.EDUCAÇÃO NÃO É QUANTIDADE E SIM QUALIDADE.ALGUNS MESES DE ATRASO PARA OS JOVENS FAZEREM OS VESTIBULARES NÃO SIGNIFICA NADA DE PREJUÍZO RELEVANTE.CLARO QUE PLANEJAMENTOS DE FÉRIAS FICAM PREJUDICADOS.NÃO PARA NÓS PROFESSORES QUE HÁ MUITOS ANOS NÃO PODEMOS VIAJAR POR FALTA DE RECURSOS.CLARO QUE EXISTEM MUITAS PROFESSORAS CASADAS COM MÉDICOS,DENTISTAS,DELEGADOS,ETC.MAS,QUEM DEPENDE DESTE SALÁRIO DOS PROFESSORES,ESTÁ IMPOSSÍVEL SOBREVIVER.O SENHOR RAPHAEL QUER PROFISSIONAIS INSATISFEITOS,TRISTES E ESSTRESSADOS PARA EDUCAR SEUS FILHOS?SUGIRO AO GOVERNO DO ESTADO QUE DEMITA IMEDIATAMENTE TODOS PROFESSORES E VAMOS VER SE ARRUMARÃO 300.000 BABACAS PARA TOMAR CONTA DOS JOVENS CARENTES DE MINAS VOLUNTARIADAMENTE.

  2. Caro Senhor José Alfredo,

    Como bem pode ler no artigo, não foram os alunos que inventaram que poderiam ser REPROVADOS! Foram os próprios professores, talvez, com a finalidade de passar a responsabilidade do reajuste para os alunos. Ou seja, algum discurso do tipo: “Se nós não conseguirmos os salários que queremos os maiores prejudicados serão vocês, então junte-se a nós!

    Não fui eu quem disse que se eles perederem o ano, não poderão participar de programas do governo como o PROUNI. Isto está no regulamento. Se professores merecem salários melhores? Acredito que sim. Sou Jornalista, trabalho 44horas semanais e não recebo o que o governo diz que paga pelas 24horas de um professor. Salários baixos estão em todos os lugares. O que não é concebível são professores “ameaçarem” o ensino dos alunos com a idéia absurda de que se o governo não resolver o impasse, haverá reprovação em massa.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: